O Compromisso para o Crescimento Verde assume que pelo menos tão importante quanto o conteúdo do Compromisso é o processo de participação e de coresponsabilização na sua formulação e implementação. Assume ainda que impactos menos diretos como o aumento do alinhamento e a mobilização de longo prazo da sociedade portuguesa, a projeção internacional do País e a sua atratividade, a retenção e atração de talentos e a internacionalização de empresas e projetos, são pelo menos tão importantes como os impactos mais diretos do processo e das iniciativas nele incluídas.

Neste contexto, teve lugar, entre 15 de setembro de 2014 e 15 de janeiro de 2015, um processo ativo de consulta pública do CCV, durante o qual foram explorados e debatidos pelos diferentes agentes os temas que constituem as bases do compromisso, permitindo a identificação de oportunidades, fragilidades ou constrangimentos. Este processo contribuiu para a concertação de interesses, conferindo maior consistência e robustez ao compromisso aqui retratado. De facto, este documento resultou do espírito, da discussão e do trabalho desenvolvido por um largo conjunto de agentes que estão conscientes do imenso potencial de crescimento económico e de competitividade que a sustentabilidade e a valorização ambiental representam.

Este processo de consulta pública incluiu um ciclo de 10 conferências temáticas (Água, Resíduos, Agricultura e Florestas, Energia, Transportes, Indústria, Biodiversidade e Serviços dos Ecossistemas, Cidades e Território, Mar e Turismo) de iniciativa MAOTE dedicadas ao debate dos conteúdos da proposta de CCV. A sua organização foi assegurada por entidades pertencentes à Coligação para o Crescimento Verde e outros atores relevantes. Estas conferências contaram com uma alargada participação, integrada num movimento de discussão pública e mobilização para o crescimento verde. Estes momentos de discussão e reflexão permitiram consolidar a visão, melhorar o presente documento, concedendo robustez às iniciativas, e, sobretudo, reforçar o compromisso dos agentes da sociedade para com o CCV. Estas conferências contaram com cerca de 1500 participantes e 91 oradores, foram transmitidas via internet e registadas em vídeo.

Destas conferências resultou um documento único que sintetiza apresentações, debates e posições de intervenientes e participantes. Conheça o documento.

Imagem1